Foi no dia 30 de Novembro de 1979 que a hoje, Novembro 2018, septuagéssima primeira unidade remanescente da Linha 1980 deixou a concessionária Piracema Automóveis LTDA, em Piracicaba, São Paulo (imagens 2 e 3).  Conforme sentencia sua plaqueta de identificação (imagem 1), o especial Magnum, além dos vários itens de série, possui ar-condicionado e câmbio hidramático; enfim, é um veículo completíssimo, a versão mais luxuosa dos produzidos pela Chyrsler do Brasil, o topo dos modelos Dodges.

Ostentava o sempre magnífico e em voga especial exemplar as placas  J T  2393, identificadas com a cor amarela.  Por inexistir, na  época da transformação para o sistema atualmente vigente de três letras e cor cinza -meados da década de 1990-, a cultura imperante em outros países da preservação da documentação histórica individual de cada automóvel licenciado, um hiato de dez anos na trajetória da pautada unidade nos é desconhecida, pelo menos por agora.

Em 12 de Junho de 1990 (imagem 4 à esquerda) o historiado Magnum ressurge em nova garagem, na cidade de Americana, distante apenas 57 quilômetros de Piracicaba, onde por dois anos conservou-se, até que para São Paulo, a capital de todos os paulista, rumou (imagem 4 à direita). Permaneceu na posse de seu então novo proprietário por uma década e meia.

Não demorou muito para que, em virtude de seu avantajado porte e do já intenso tráfego da grande metrópole, o hodiernamente especial exemplar caísse em desuso.  Relegado a um sombrio espaço na garagem (vide postagem 92.146, II), nem mesmo o licenciamento anual foi renovado (na imagem 5 à esquerda, o último comprovante do ato obrigatório junto ao Detran SP -01/Outubro/1999-; à direita, dezesseis anos e um mês depois, quando legalmente “renasceu” para o tráfego diário -31/Outubro/2016-).  Vale ressaltar que permaneceram “adormecidos” no amplo espaço alguns outros automóveis, dentre eles um Dodge Charger R/T ano 1971.

Mas por qual motivo o especial Magnum deixou sua hibernação (vide postagem 92.146, III)?  Simples: o então proprietário permutou-o por peculiar e, no Brasil, raro equipamento necessário à expansão de sua empresa.  O novo detentor da posse da especial unidade, aficionado pelos fuscas, tão logo findada a remontagem a cargo do vendedor (vide postagem 92.146, IV e 92.146, IVa), conforme negociado por ambos, de imediato, em 15 de Dezembro de 2016, colocou-o à venda (vide postagem 92.146, V).

E no dia 29 de Dezembro de 2016, o especial Magnum ganhou novo proprietário e nova garagem (vide postagem 92.146 VI).  Na imagem 6, quando da Vistoria de Identificação Veicular, laudo obrigatório no estado de São Paulo para a transferência de propriedade de veículos.

Compartilhe nas redes sociais!Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
Voltar